sábado, 8 de outubro de 2011

Santana: um pouco da história da industrialização do Vale do Paraíba - SP

A região norte de São José dos Campos foi o local onde se estabeleceu o primeiro bairro da cidade: Santana. Lá, segundo o primeiro zoneamento urbano do município, era a região de instalação de indústrias. Esse zoneamento colocava as primeiras fábricas de São José dos Campos bem pertinho da estrada de ferro (propício para a distribuição da produção). Nesse momento - início do século XX - duas empresas se destacaram: a Tecelagem Parahyba e a Cerâmica Weiss. Quase todo o patrimônio da Tecelagem Parahyba compõe o atual Parque da Cidade Roberto Burle Marx. Já a Cerâmica Weiss está praticamente em ruínas. Uma curiosidade, que demonstra o prosperidade econômica desses empreendimentos é que em ambos foram fundadas escolas (a Escola Weiss e o Grupo Escolar Tecelagem Parahyba). Além dessa semelhança, as empresas têm em comum o fato de terem sido administradas familiarmente, em suas origens. Essa era uma tendência comum no Estado de São Paulo, no final do século XIX e início do XX. Assim como as escolas, que, dentro desse modelo de industrialização, envolvia serviços de assistência prestados aos funcionários e seus familiares.
Essas mesmas características são vistas na Companhia Taubaté Industrial (a famosa CTI), de Taubaté, que, administrada pela família Guisard, incluía em seus serviços aos funcionários, um grupo escolar e colônia de férias.


Estação ferroviária de São José dos Campos

Estrada de ferro Rio de Janeiro-São Paulo: trecho de São José dos Campos



Antiga Cerâmica Weiss


O que sobrou da Escola Weiss

Letreiro Escola Weiss

Um comentário: